segunda-feira, 18 de julho de 2011

Educar os Filhos Sem Agressões






Manutenção da Autoridade




De acordo com especialistas em educação infantil, não é necessário agredir a criança para impor limites. Educar um filho é um processo de imposição de regras que devem ser feitas de maneira correta, para construir o caráter dos jovens. Muitos pais demonstram receio de serem severos demais, e perderem o amor dos filhos, quando isso acontece a criança tende a crescer sem limites, gerando problemas, quando o filho chegar a maturidade.
No entanto criar regrar educacionais, não é o mesmo que impor vontades aos filhos. Alguns psicólogos revelam que a primeira referência de autoridade, que a criança tem são os pais, porém quando eles crescem e ficam independentes, costumam questionar as leis sociais e as regras dos pais.Nessa ocasião,os responsáveis devem mostrar que a autoridade parental não é arbitrária, ou seja, que independe de regra ou lei.
É importante que os pais não fiquem justificando seus atos para os filhos, principalmente quando negam alguma coisa para eles, pois desde a infância, a pessoa deve aprender que a sociedade em que se vive é feita de limites, e os pais não devem se sentir culpados em dizer não aos filhos, pois educar é ensiná-los as regras e normas, que mais tarde encontrarão na sociedade.




Diferença entre Autoritarismo e Autoridade




Apesar de muitos acharem que se trata da mesma coisa, o conceito das duas palavras são bem diferentes. Na autoridade, utiliza-se regras que são necessárias para que as pessoas convivam bem, já no autoritarismo, há a utilização excessiva do poder, de imposições de vontades dos pais. Os especialistas orientam que aos pais que, a autoridade é ter o poder de decidir pelos filhos, no entanto, quando essa decisão é imposta tem-se o autoritarismo. Os filhos devem saber que possuem autonomia para escolherem o que quiserem, mas os pais podem ou não realizarem seu desejo.



È Possivel Educar Sem Bater

Um recente projeto de Lei do Governo Federal prevê que pais que apliquem castigos corporais nos filhos sejam punidos. Essa Lei serviu de discussões para vários profissionais da área educacional, no entanto alguns são categóricos em dizer que para educar não é necessário bater na criança. Existem métodos para disciplinar que ensinam o que é certo ou errado, por isso, pais que agridem seus filhos, não conseguiram se impor e perderam a paciência.O que deve haver é uma conscientização de disciplina, para que os responsáveis eduquem seus filhos sem agressões. Para alguns psicólogos, o uso do castigo pode ser utilizado pelos pais, quando os filhos não cumprem as regras domésticas, porém ele deve ser algo que a criança consiga cumprir, não pode ser algo drástico ou muito difícil de realizar, pois não vai adiantar se os pais ameaçarem e no final, não terem coragem de aplicá-lo, e principalmente não devem impor castigos que levem medo à criança, pois isso pode causar traumas futuros.


Como Recuperar a Autoridades Perdida


Segundo especialistas, sempre é tempo dos pais recuperarem a autoridade perdida com os filhos. Para isso eles tem de ter confiança em si próprios, para só depois resgatarem a autoridade na casa, pois se conseguirem isso, irão passar confiança aos filhos, e a educação tenderá a ser mais satisfatória.













No entanto, em casos mais graves, quando as crianças já não atendem, mesmo após essa mudança de comportamento dos responsáveis, o ideal é procurar uma terapia familiar, para que a dinâmica dos parentes possa ser avaliada, pois normalmente quem está dentro do problema, não consegue visualizar uma solução.













Educadores informam que, o mais importante é os pais terem a consciência, de que possuem a autoridade e que educar é uma grande responsabilidade, assumindo um papel de educadores, posicionando-se com firmeza, no entanto, nunca deixando de reverem suas posturas, e modificarem o que estiver errado na educação dos filhos.